CIRCUITO URBANO DE DANÇA EM MACAÉ

Na próxima sexta-feira, 25, o CIEMH2 Núcleo Cultural realizará na Praia dos Cavaleiros, em Macaé, o projeto "CIRCUITO URBANO DE DANÇA". O evento contará com a apresentação de três obras coreográficas dos grupos Coletivo Flores, Represent Dance Crew e da Intérprete e Coreográfa Lorena Bitencourt.

As apresentações se iniciarão às 20h, na Orla da Praia dos Cavaleiros, na altura da Av. Atlântica, nº 2762, em frente ao Bar Mané. E ao fim das atuações será realizado um super Bate Papo entre os artistas e o público, a fim de dialogar sobre os trabalhos apresentados e toda ação contará com Intérprete de LIBRAS, facilitando o diálogo e a comunicação acessível.



A fim de dialogar temáticas relevantes às questões sociais, a partir de um olhar estético e artístico diferenciado sobre temas que perpassam por violência contra a mulher, depressão, violência infantil, aflições emocionais e feminismo, o Coletivo Flores apresenta a obra “Maria”. Já o grupo Represent Dance Crew apresenta a coreografia “BECO” e a solista Lorena Bittencourt apresentará o estudo coreográfico: “Líriope”.


As escolhas destas obras se dão pelo diálogo entre elas pois promovem uma discussão importantíssima para temas abordados na atualidade e necessários para uma busca de igualdade de gêneros, a valorização do feminino, o combate ao patriarcado e conceitos de valores já ultrapassados aos quais buscamos desmistificar a partir da arte da dança.


Com experiência na produção da arte pública em seus territórios o CIEMH2 realiza o CIRCUITO URBANO DE DANÇA com a apresentação de três obras coreográficas de artistas, grupos e coletivos que fazem parte da instituição e que foram duramente afetados durante a pandemia causada pelo COVID-19, ao longo dos anos de 2020 e 2021.

Tendo como público-alvo qualquer pessoa interessada na arte da dança e/ou nas temáticas apresentadas em cada obra, o projeto visa retomar às atividades culturais no estado do Rio de Janeiro para além dos espaços virtuais.


A realização da circulação se iniciou na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro com a apresentação consecutiva dos espetáculos (BECO, MARIA e LÍRIOPE), seguida de bate papo, em espaços urbanos de 3 localidades dessa importante região e adjacências.E a circulação finalizará em Macaé, cidade sede da instituição proponente, em espaço.

O projeto tem o patrocínio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através do Edital Retomada Cultural RJ2.


Ficha Técnica:

Direção Artística e Coreografia do Coletivo Flores: Taís Vieira

Coreógrafo e Intérprete criador do Represent Dance Crew: Thiago Morethe

Intérpretes criadores: Josiane Sueiros, Joyce Pacheco, Lorena Bitencourt, Luiz Philipe Spranger, Rafael de Souza, Renato Mota e Thiago Morethe

Produção local: Viva Zona Oeste

Direção de Produção: Dilma Negreiros

Apoio Cultural: Viva Zona Oeste, Cine Rock, Centro Cultural Phábrika, EPA Espaço de Pesquisas Artísticas, Lona Cultural Jacob do Bandolim e Prefeitura do Rio de Janeiro



SOBRE OS ESPETÁCULOS


"MARIA"

“Em briga de marido e mulher ninguém mete a colher” ditado popular comum que atravessa os tempos e ainda hoje é dito de forma tão natural. Buscamos através de uma fala coreográfica refleti-lo.

O tema da violência doméstica é abordado de forma poética a partir de relatos verídicos, estudados a campo e transformados em dança experimental a partir do corpo urbano do COLETIVO FLORES. O trabalho corporal virtuoso desenvolvido a partir de uma narrativa linear feita com dança, tem como finalidade aproximar às pessoas da “história” para que possam se identificar com os artistas em uma CONVERSA COREOGRÁFICA de forma intensa e dirigida às possíveis emoções.


Tema: Violência contra a Mulher

Tempo de duração: 15min

Modalidade: Dança Experimental

Direção e Concepção: Taís Vieira

Coreografia: Coletivo flores

Intérpretes: Dani Morethe, Joyce Pacheco, Luiz Philipe Spranger e Renato Mota


"LIRÍOPE"

Liríope é um trabalho coreógrafico que fala da mulher como ser criado para a maternidade. Um olhar que vem da leitura da mitologia de Narciso e encontra a luta feminista atual.

Obra de Lorena Bitencourt sob direção de Taís Vieira e colaboração em trilha sonora Téo Abreu. Inspirado no livro Mulheres e Deusas como as divindades femininas formaram a mulher atual de Renato Nogueira.



"BECO"

O trabalho dialoga com a dança a partir das angústias, medos, receios, sentimentos que fazem do cotidiano e as relações um tanto quanto complicadas para se viver e lidar. O trabalho coreográfico explora como isso afeta ou não cada pessoa, como isso pode mudar hábitos, ideias ou opiniões, mostrando que algo quando acontece podemos ou não dar valor.

Coreográfo: Thiago Morethe

Intérpretes Criadores: Josiane Sueiros, Lorena Bitencourt e Thiago Morethe


#SececRJ

#RetomadaCulturalRJ2